O (maldito) Individualismo Do Brasileiro

Fala-se muito mal do presidente Lula e o atribui toda a culpa de todos os escândalos de corrupção e o chjamam de incompetente, pois deixou de fazer muita coisa e não cumpriu promessas. Mas será que é mesmo? Será que ele é mesmo o culpado de tudo isso? E se sair o Lula e entrar o Alckmin vai ser a mesma coisa? Fico preocupado, pois está tornando o Lula bode expiatório de todos os problemas nacionais. Entendo perfeitamente a insatisfação popular frente as denúncias de corrupção, mas vejo que o Lula não é o único culpado.O fato principal de tudo isso é que foi erroneamente passado ao povo uma cultura do individualismo, de que é o um que resolve. No futebol, quando um time vai mal, a culpa é do técnico. Quando uma empresa vai mal, a culpa é do dono. Quando um setor vai mal, a culpa é do chefe. Quando o país não vai bem, a culpa é do presidente. Tá errado! Pois no país o congresso pode ser o culpado. Num setor alguns subordinados do chefe podem ser os culpados. Numa empresa, alguns setores ou funcionários podem ser os culpados. Em um time, alguns jogadores é que podem ser os culpados! No Brasil sempre se procura ignorantemente um bode expiatório para os problemas, mas a culpa pode estar em outro lugar. Vamos acordar, arregaçar as mangas e ir pra cima, pois não é cada um por si e Deus por todos, e sim um por todos e todos por um! Aí vocês vão entender o exagero que fazem nas críticas ao presidente.Por isso me revolta esse monte de gente metendo o pau no Lula. Pois estes pensam que governar o Brasil é muito fácil, mas na verdade, não é.

Autor: Kazzttor

André Arruda dos Santos Silva, ou Kazzttor, é paulistano. Oriundo de família humilde, mas trabalhadora, viveu seus primeiros anos de sua infância no bairro do Ipiranga, cidade de São Paulo, e em seguida, mudou-se com sua família para Diadema, município vizinho, onde vive até hoje. Ativista, blogueiro, professor de informática, amante de tecnologia, esportes e artes, André procura em suas manifestações intelectuais escritas em seus blogs ou nas organizações as quais faz parte, mostrar um jeito mais humano, irreverente e diferente de ver e entender o mundo. Atualmente é universitário, bancário, participante de atividades sindicais, políticas e ideológicas, sempre tendo como objetivo buscar nos princípios éticos e de respeito mútuo a chave de uma sociedade mais harmônica e humanamente sustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s