É absolutamente condenável a organização da Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo frente as escolas de Samba desportivas (Mancha Verde e Gaviões da Fiel) que vão disputar o carnaval em uma disputa a parte, separadas das outras, a pretexto de evitar possíveis conflitos entre as agremiações. É óbvio queesta atitude,além de marginalizar estas escolas, pode ser visto também como uma atitude anti-competitiva das outras agremiações que apoiaram esta iniciativa. Pelo fato de Gaviões e Mancha serem oriundas de torcidas organizadas, a torcida e o foco ao qual estas escolas recebem é maior que as outras escolas, e isto é mal visto pelas outras escolas (leia-se inveja). Para reverter esse quadro, Gaviões e Mancha devem deixar suas rixas um pouco de lado e se unirem contra a organização da liga. Essas escolas tem todo o direito de disputar, em igualdade de condições, o título do carnaval paulistano com as demais escolas.Um detalhe: a Gaviões caiu em 2006 porque teve suas notas sabotadas pela direção da liga em uma imensa fraude armadapara rebaixar a escola, em retaliação a sua atitude, que conseguiu na justiça comum, o direito de disputar o título do carnaval com as escolas de samba tradicionais (e ainda me pergunto, se o carro que quebrou na avenida também não foi sabotado para comprometer o desfile da escola).

Autor: Kazzttor

André Arruda dos Santos Silva, ou Kazzttor, é paulistano. Oriundo de família humilde, mas trabalhadora, viveu seus primeiros anos de sua infância no bairro do Ipiranga, cidade de São Paulo, e em seguida, mudou-se com sua família para Diadema, município vizinho, onde vive até hoje. Ativista, blogueiro, professor de informática, amante de tecnologia, esportes e artes, André procura em suas manifestações intelectuais escritas em seus blogs ou nas organizações as quais faz parte, mostrar um jeito mais humano, irreverente e diferente de ver e entender o mundo. Atualmente é universitário, bancário, participante de atividades sindicais, políticas e ideológicas, sempre tendo como objetivo buscar nos princípios éticos e de respeito mútuo a chave de uma sociedade mais harmônica e humanamente sustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s