Tecnologia Ao Alcance De Todos

Avenida Paulista, primeiro de maio de 2008, 15 para as oito da manhã.Resolvi pegar meu palm e com um teclado portátil, resolvi escrever algumas palavras. Entre um solavanco e outro do ônibus (afinal, a cidade de São Paulo está um verdadeiro buraco) as idéias que vão surgindo se transformam em bits e bytes, através de um pequeno dispositivo que cabe na palma da mão. Eu me considero um entusiasta da tecnologia, ao qual considero suas criações e adventos, verdadeiras ferramentas do homem contemporâneo. Eu mesmo me pergunto o que seria de mim sem essas pequenas maravilhas. O que me intriga mesmo é a injustiça que isto pode causar: enquanto escrevo tudo isso, muita gente nem sabe o que é isso e nem pode ter acesso aos recursos tecnológicos. E um privilégio para poucos.O fato é que se apenas poucas pessoas podem se desfrutar do que a tecnologia pode oferecer, estamos diante de um contraste é uma segregação que tem até nome: exclusão digital. E isto impede de que a humanidade avance de forma veloz, já que se todos tivessem acesso aos recursos tecnológicos, seriam viáveis serviços mais ágeis e específicos à distintos públicos.O segredo para a inclusão digital é a profissionalização, sobretudo dos jovens, e recursos mais acessíveis às classes menos favorecidas, como telecentros, TV digital, internet mais barata, dispositivos de acesso a baixo custo, venda de computadores a crédito facilitado, permitindo a penetração das tecnologias entre as classes menos favorecidas.Com profissionais melhores qualificados podemos atingir, em breve, o mesmo nível de desenvolvimento da Índia, por exemplo, em que multinacionais cada vez mais sondam profissionais daquele país para executar trabalhos de desenvolvimento de software. Há uma carência muito grande de profissionais qualificados e os preços dos cursos de qualificação são muito altos, impedindo jovens profissionais de baixa renda possam ter possibilidade de ascensão social, por meio do trabalho.

Autor: Kazzttor

André Arruda dos Santos Silva, ou Kazzttor, é paulistano. Oriundo de família humilde, mas trabalhadora, viveu seus primeiros anos de sua infância no bairro do Ipiranga, cidade de São Paulo, e em seguida, mudou-se com sua família para Diadema, município vizinho, onde vive até hoje. Ativista, blogueiro, professor de informática, amante de tecnologia, esportes e artes, André procura em suas manifestações intelectuais escritas em seus blogs ou nas organizações as quais faz parte, mostrar um jeito mais humano, irreverente e diferente de ver e entender o mundo. Atualmente é universitário, bancário, participante de atividades sindicais, políticas e ideológicas, sempre tendo como objetivo buscar nos princípios éticos e de respeito mútuo a chave de uma sociedade mais harmônica e humanamente sustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s