Tv Digital: Audiência Não Saiu Do Traço Ainda

Seis meses após o lançamento da TV Digital no país, a audiência ainda não saiu do traço no ibope, em SP. Para cada ponto no ibope, são necessários cerca de 50 mil domicílios, e o número deles com a nova tecnologia não passam de 25 mil, nem a metade de um ponto no ibope (Fonte: Folha Online). Existem diversas causas apontadas para o até então fracasso da TV Digital no país: preço dos aparelhos conversores, poucos programas transmitidos em alta definição, qualidade do sinal ruim em diversos lugares, falta de interatividade, entre outras razões. Diante disso, o governo até cogitoua prorrogaçãodo prazo final para o fim das transmissões analógicas que é em 2016. Mas acredito que ainda é cedo para se pensar em prazo, visto que o prazo ainda é muito distante e acredito eu que o cronograma e a demanda estão sob controle. O grande filão serão os dispositivos móveis (chamados de 1Seg – lê-se OneSeg) como celulares e TV’s Portáteis que recebem o sinal digital, que poderão até impor, nos próximos anos um novo padrão de audiência, com novo horário nobre. Para resolver o problema da TV Digital no país é preciso antes de tudo reduzir o preço dos aparelhos (um equipamento básico com TV e Conversor de boa qualidade não saem por menos de R$ 3.000,00), melhorar a qualidade do sinal, prover melhorias tecnológicas e incentivos para as emissoras transmitirem em HDTV, concluir a implantação da interatividade com o middleware ginga, tanto por parte dos fabricantes que devem incluí-los em seus aparelhos como por parte das emissoras para desenvolverem conteúdos interativos para a TV, e divulgar a TV Digital. De todas essas medidas somente a última será implementada: uma nova campanha de divuldação da TV Digital vem aí.O alto custo de produção de aparelhos de tecnologia se dá por dois motivos: distância dos centros produtores para os principais centros consumidores (e a falta de infra-estrutura delogística de baixo-custopara transportá-los)e a ausência de uma fábrica de semicondutores no país.A queda do preço dos conversores é questão crucial para que a TV Digital decole, gerando um efeito cascata: aumenta o interesse e a compra de aparelhos, aumenta a audiência digital, aumenta o interesse das emissoras em melhorar o sinal, a qualidade do conteúdo a acrescentar diferenciais aos programas com o uso da interatividade.Para quem quer saborear a TV digital e tem computador, recomendo o uso dos 1Seg, que custam entre R$ 270,00 e R$ 400,00, e com R$ 1.300,00 é possível sair do Wal Mart assistindo TV Digital, comprando um notebook MOBO, da Positivo (R$ 1.000,00) e um 1Seg da Leadership (R$ 299,00).

Autor: Kazzttor

André Arruda dos Santos Silva, ou Kazzttor, é paulistano. Oriundo de família humilde, mas trabalhadora, viveu seus primeiros anos de sua infância no bairro do Ipiranga, cidade de São Paulo, e em seguida, mudou-se com sua família para Diadema, município vizinho, onde vive até hoje. Ativista, blogueiro, professor de informática, amante de tecnologia, esportes e artes, André procura em suas manifestações intelectuais escritas em seus blogs ou nas organizações as quais faz parte, mostrar um jeito mais humano, irreverente e diferente de ver e entender o mundo. Atualmente é universitário, bancário, participante de atividades sindicais, políticas e ideológicas, sempre tendo como objetivo buscar nos princípios éticos e de respeito mútuo a chave de uma sociedade mais harmônica e humanamente sustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s