(-141) 17 de outubro de 2008: o dia em que quase morri

Era uma sexta-feira nublada como hoje. Um dia cinzento que poderia ter sido negro. Uma excursão de professores com destino a Guararema, um lindo recanto à beira do rio Paraíba, com campos verdejantes e paisagem que propicia calma e tranquilidade.
Iria passar o dia em um hotel, a pousada do sonho, mas infelizmente aquele sonho se tornaria um pesadelo horas depois.
Após a refeição e uma partida de futebol, eu fui para a piscina, mas mesmo sabendo que não sabia nadar, não vi a profundidade. Foi um erro que poderia ter sido fatal. Ao cair na água e perceber que o fundo estava muito além da minha estatura (meio metro para ser mais exato), fui abatido por um instintivo e desesperado esforço para sair. Um esforço inutil, que fez-me esgotar todas as minhas forças e perder os sentidos. Só acordei na ambulância chegando no hospital. Fiquei um dia internado. O que me contaram depois foi impressionante. Demoraram para perceber o ocorrido, e após ser retirado da piscina, fui reanimado por dois professores. Por muito pouco, não teria sucumbido ali, sendo levado de ambulância para o hospital.
Fico eternamente grato a toda ajuda e suporte que recebi. Obrigado, mesmo sem citar nomes. Garanto que se não fosse por vocês, certamente não estava aqui para contar essa história.

Autor: Kazzttor

André Arruda dos Santos Silva, ou Kazzttor, é paulistano. Oriundo de família humilde, mas trabalhadora, viveu seus primeiros anos de sua infância no bairro do Ipiranga, cidade de São Paulo, e em seguida, mudou-se com sua família para Diadema, município vizinho, onde vive até hoje. Ativista, blogueiro, professor de informática, amante de tecnologia, esportes e artes, André procura em suas manifestações intelectuais escritas em seus blogs ou nas organizações as quais faz parte, mostrar um jeito mais humano, irreverente e diferente de ver e entender o mundo. Atualmente é universitário, bancário, participante de atividades sindicais, políticas e ideológicas, sempre tendo como objetivo buscar nos princípios éticos e de respeito mútuo a chave de uma sociedade mais harmônica e humanamente sustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s