Prisão imaginária

Me irrito, não me conformo. Quantas as vezes isso me ocorre e busco mostrar essa indignação em minhas palavras aqui e em minhas conversas com outras pessoas. Me disseram: você é louco, não devia se preocupar com os problemas do mundo, pois este mundo é cruel, é assim mesmo e não vai mudar. Você precisa se conformar com isso. Mas não me conformo.
Não aguento ser diuturnamente açoitado por uma verdade que me atormenta, e aos poucos, me enlouquece. E me punge ainda mais por ver que a minha resistência contra essa passividade que me cerca parece ser esforço inútil. O jeito é continuar lutando. Contra os que querem continuar vendo a injustiça desfilando livre por nossa realidade, contra os que querem a mudança pelo caos para fazer o mesmo que opressores fazem, usando o poder em causa própria, e aqueles oportunistas servos e aliados de um sistema nefasto, que parasitam os incautos e humildes.
Talvez precise de ajuda. Estou numa paranoia que considera tudo tão nebuloso, que vejo-me afastado da realidade, em rota de colisão com a loucura. Eu não me encaixo, não sirvo, não sou aceito, talvez seja merecedor do isolamento, da tristeza, do lamento e da melancolia de ser diferente, o maior de todos os castigos.
Depois de toda a lamúria, se perguntar se considero um castigo ser um brasileiro vivo em 2012, digo que isto é uma dádiva. Pois estar nesta condição me anima a acordar todos os dias e dizer, a plenos pulmões: “VAMOS À LUTA!”

Autor: Kazzttor

André Arruda dos Santos Silva, ou Kazzttor, é paulistano. Oriundo de família humilde, mas trabalhadora, viveu seus primeiros anos de sua infância no bairro do Ipiranga, cidade de São Paulo, e em seguida, mudou-se com sua família para Diadema, município vizinho, onde vive até hoje. Ativista, blogueiro, professor de informática, amante de tecnologia, esportes e artes, André procura em suas manifestações intelectuais escritas em seus blogs ou nas organizações as quais faz parte, mostrar um jeito mais humano, irreverente e diferente de ver e entender o mundo. Atualmente é universitário, bancário, participante de atividades sindicais, políticas e ideológicas, sempre tendo como objetivo buscar nos princípios éticos e de respeito mútuo a chave de uma sociedade mais harmônica e humanamente sustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s