A pior ditadura é a falsa justiça

André Arruda comenta sobre foto publicada em redes sociais que retrata o protesto na Alemanha contra o juiz Sérgio Moro, durante palestra. No protesto, um cartaz dizia que a pior ditadura é a falsa justiça.

​Vejam essa foto publicada pela Mídia Ninja em sua conta no Instagram: https://www.instagram.com/p/BN0ReMxBF8p/

Era necessário compartilhar isso. O único protesto em uma palestra proferida pelo juiz Sérgio Moro na Alemanha é uma verdade que precisa ser dita como um murro na cara de quem ainda o defende. 

A pior ditadura é a falsa justiça.

A Alemanha conheceu muito bem como a falsa justiça funcionava no estado de exceção nazista, em que uma pessoa era condenada a morte por ser judia, comunista ou homossexual, ou pertencer a qualquer outra minoria que não era alinhada com a “raça ariana”. 

O mais curioso são os repetitivos e ignóbeis comentários desta foto publicada pelo Instagram pela Mídia Ninja, daqueles que ainda o defendem. O primeiro argumento é comparar o termo ditadura com as ditaduras comunistas. Ora, parece que essas pessoas nasceram ontem: faz 31 anos que nosso país viveu uma ditadura militar que também atuou como um estado de exceção com perseguições, mortes, torturas e desaparecimentos de pessoas que se opunham a seus propósitos. Depois que, culpa-se apenas ao “comunismo” a razão de haver ditaduras comunistas, o que mostra o nível raso de argumento destes, pois existem também repúblicas democráticas com princípios socialistas. E quanto as ditaduras, de fato foram estados de exceção, mas não por culpa da filosofia político-econômica, mas por uma questão de circunstâncias, oriundas de um profundo antagonismo. 

Façamos uma reflexão, trace as ligações de Moro com políticos e verá diversas conexões com um certo partido político. Também vemos o tratamento que ele deu ao caso Banestado, que foi, em termos de desvio de dinheiro público e enriquecimento ilícito ainda mais escandaloso e de maiores valores que a Lava Jato.

Concluo com os versos de Cazuza:

Meus heróis morreram de overdose

Meus inimigos estão no poder

Ideologia, eu quero uma pra viver

Autor: Kazzttor

André Arruda dos Santos Silva, ou Kazzttor, é paulistano. Oriundo de família humilde, mas trabalhadora, viveu seus primeiros anos de sua infância no bairro do Ipiranga, cidade de São Paulo, e em seguida, mudou-se com sua família para Diadema, município vizinho, onde vive até hoje. Ativista, blogueiro, professor de informática, amante de tecnologia, esportes e artes, André procura em suas manifestações intelectuais escritas em seus blogs ou nas organizações as quais faz parte, mostrar um jeito mais humano, irreverente e diferente de ver e entender o mundo. Atualmente é universitário, bancário, participante de atividades sindicais, políticas e ideológicas, sempre tendo como objetivo buscar nos princípios éticos e de respeito mútuo a chave de uma sociedade mais harmônica e humanamente sustentável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s